domingo, 5 de setembro de 2010

infelizmente encontrei

Todos me disseram que o amor trazia uma paz de espírito e acima de tudo muita felicidade.

Disseram-me que não existia nada melhor que estar ao lado de um alguém, que não sabe-se muito bem porque, nos fazia sorrir e rejuvenescer.
Era um sentimento muito contraditório, com definição variável dependendo de quem o sentia, que nos mudava muito desde a sua chegada ao nosso coração e ás nossas vidas.
Alem de ser inesperado chegava cheio de força e emoção trazendo beijos e muito carinho, no entanto a partir do momento em que entra na nossa vida não haveria volta a dar pois ele nos faria dele seus prisioneiros.


Sempre duvidei, simplesmente não entendia.

Quando alguém me falava dele, suspirava e sentia agonia pra o sentir.
O tempo, o mestre de todos os dias e de todas as horas passou por mim sem ver, sem perceber que eu ansiava por amar e por sentir todas aquelas sensações que o amor trazia.
E, agora já sei que quando falta a respiração é a prova que um coração já não sabe mais viver sem um alguém.
Agora já sei que me falta sempre a razão para traduzir melhor a emoção do que trago aqui dentro de mim e que por medo não quer sair.
Te amar de verdade, sentir saudades mas só tuas, apenas tuas é amar.


É que eu sempre duvidei e não sabia que esse verdadeiro amor tinha chegado e que, infelizmente, eras tu.


4 comentários:

  1. Mais um texto lindo!!! Fantastico, incrivel como muitas pessoas se podem identificar nele!
    Nos teus textos e com os teus sentimentos crias um texto que serve para tanta pessoa...
    É P-E-R-F-E-I-T-O Catarina!

    Nem vale a pena dizer qe adoro os teus textos e que me identifico em todos eles :) porqe tu sabes!

    ◕‿◕

    ResponderEliminar
  2. Muito bom! a sra melissaguida disse para ca passar e ler e gostei muito ;)

    tens de tornar isto mais publico

    - põe uma ligação no facebook

    - faz um video a falar do blog e poe no youtube

    etc

    arrisca não perdes nada ;)

    ResponderEliminar